Photos

Photographer's Note

A primeira ocupação da região aconteceu por volta de 12.000 anos atrás quando aqui chegou a primeira leva da conhecida raça de Lagoa Santa. Eram caçadores coletores que viviam em acampamentos sazonais, alimentavam-se mais das frutas do cerrado porque estas eram mais abundantes que a caça. Desenvolveram as industrias lítica e da cerâmica, como também praticaram a arte rupestre.

A cidade foi fundada em 1733 por Felipe Rodrigues, tropeiro viajante que se estabeleceu no local. Era chamada de Lagoa Grande e Lagoa das Congonhas do Sabarabuçu. Seu nome atual teve origem no valor curativo da água da lagoa. O nome Lagoa Santa se deu devido ao valor curativo de suas águas. Foi Felipe Rodrigues, tropeiro viajante, quem primeiro sentiu o efeito benéfico destas águas. Ao lavar os eczemas de sua perna, sentiu-se aliviado de suas dores e obteve a cicatrização de suas feridas.

A notícia da cura milagrosa logo se espalhou pelos arredores e o pequeno arraial passou a receber peregrinos em busca da cura para seus males. A perenidade da lagoa é atestada pelos relatos dos naturalistas viajantes, desde o século XVII. Sua profundidade não ultrapassa três metros, sendo que, a aproximadamente 40 metros de sua base, encontra-se um aqüífero que contribui para a sua existência. E também, em grande parte, alimentada por águas pluviais. Seu formato é triangular e, no período das cheias, seu vertedouro lança suas águas no Rio das Velhas através do Córrego do Bebedouro.

Em 1749, após a visita do médico italiano Dr. Cialli, o Padre Frei Miranda que por aqui havia obtido cura pelas águas, pediu ao Bispo de Miranda , D. Frei Manuel da Cruz, para construir uma capela em louvor de Nossa Sra, dos Remédios. Em 19 de Abril, a licença foi concebida e no dia 20 foi rezada a 1ª missa. Posteriormente, Frei Miranda, juntamente com fiéis, solicitou permissão novamente ao Bispo de Miranda para construírem uma capela definitiva em honra de N. Sra, da Saúde.

No ano seguinte, foi chamado para vir ao arraial, o ouvidor de Sabará Manuel Nunes Velho, para demarcar o local onde seria arruamentos e os locais para banho deixando designado o morador mais abastado do local, Cel Faustino Pereira da Silva, para ser o executor da suas decisões. Em 1765, a atual igreja estava apenas principiada com a Capela-mor, coberta e mal aparelhada.

Em 1819, construi-se a 1ª matriz em louvor de N. Sra. da Saúde. Em 1823, foi criada a freguesia de Lagoa Santa, separando então a freguesia de Sto. Antônio de Roças Grandes, tendo como capelas filiais Santa de Fidalgo e N. Sra. da Conceição de Raposos. A cidade ainda conserva suas antigas tradições coma a Festa da Padroeira N. Sra. da Saúde em 15 de Agosto; Nossa Sra. da Conceição em 8 de Dezembro e no mês de Outubro, as festas congas de N. Sra. do Rosário. O município possuí duas bandas de música, sendo a mais antiga a Banda Santa Cecília, foi fundada por Peter Lund. Possui também vários grupos de congado e folia de reis.

Em 1938, criou-se o município de Lagoa Santa, desmembrado de Santa Luzia. Lagoa Santa possui um grande acervo arqueológico e paleontológico, cujas descobertas foram iniciadas pelo naturalista e botânico Peter Wilhelm Lund, por volta de 1835. A gruta da Lapinha, com salões de grande beleza, e as lagoas da região são as principais atrações turísticas do município.

Fonte: Prefeitura de Lagoa Santa


All Rights Reserved: Lucas Vieira Copyright. Use in any form is forbiden without the written permission of the photographer.

Direitos Autorais Reservados: A presente fotografia é obra intelectual protegida pela Lei 9.610/1.998 sendo proibida a reprodução total ou parcial por qualquer meio sem a prévia autorização por escrito do autor. Favor contatar Lucas Vieira.

Photo Information
Viewed: 268
Points: 50
Discussions
  • None
Additional Photos by Lucas Vieira (lucasgalodoido) Gold Star Critiquer/Gold Star Workshop Editor/Gold Note Writer [C: 5832 W: 205 N: 6931] (23977)
View More Pictures
explore TREKEARTH